Micros, pequenas e médias

Atualizado: Jun 30


Micros, pequenas e médias. Hoje é o nosso dia! Falamos do tamanho das empresas e não do seu potencial. 


Aos empreendedores como nós, deixamos o nosso abraço solidário. A quem já o é, mesmo sem empresa criada, fica o nosso testemunho motivador, em jeito de resposta ao desafio proposto pelo diretório Compra aos Pequenos. E porque, às vezes sabe bem relembrar os porquês, e ganhar mais força para o caminho. 




Decidimos criar o nosso negócio numa altura em que vivíamos no Reino Unido. Ter emigrado serviu de "praxe". Ao mesmo tempo que nos enriqueceu culturalmente, deu-nos mais conhecimento e mais mundo, e fez-nos olhar para o nosso país e para as nossas competências de outro prisma. 

Moveu-nos esta inspiração e a noção de ter um produto nacional, com elevada qualidade, fundado em técnicas artesanais, que fazem parte da tradição portuguesa, e que está enraizado na família do Tiago, há pelo menos 5 gerações. 



E deu-nos um gozo imenso imaginar poder reinterpretar estas técnicas, torná-las adaptadas ao século XXI e criar produtos únicos, com amor, com paixão, muito bem trabalhados e com madeiras da máxima qualidade. E assim surgiu o nosso projeto: a Marcenaria Artística Pereira. 

O marceneiro já é, por natureza, empreendedor. Durante alguns anos, o Tiago trabalhou por conta própria na oficina herdada do avô, que além de talentoso tinha um lado prático, de resolução de problemas muito forte. O Tiago é igual! 


Eu, Margarida, apaixonada pela gestão, graças a um professor super inspirador que me guiou nos primeiros passos do mundo dos planos de negócio, do empreendedorismo, da estratégia e da gestão de pessoas. E com o apoio incondicional do meu pai, meu mentor, gestor e director de empresas há mais de 30 anos, e que começou a sua própria empresa ainda mais novo do que eu. E também nós com o bichinho da madeira, graças ao meu bisavô que era carpinteiro. 


Ao início não fazíamos ideia por onde começar. Mesmo com formação, a fase inicial de identificação de públicos e de elaboração de estratégia é difícil. É sobretudo desafiante, sendo uma equipa de dois, dominar todas as áreas e saber que passos tomar. Mas felizmente sempre soubemos pedir ajuda e conselhos a quem sabe. E estudar, investigar, ouvir muito e estar sempre diapostos a aprender. Para nós, é a parte mais importante. Saber que o negócio é feito de bons e maus momentos, e que em todos eles aprendemos e tornamo-nos mais fortes e resilientes. Por vezes é difícil gerir esta frustração, mas posso dizer que apesar de muito suor e muitas lágrimas, voltaríamos a fazer tudo de novo. Ter o nosso próprio negócio, vê-lo crescer, torná-lo mais forte e fazer acontecer o nosso propósito, faz todas as horas extra, todos os receios, todas as noitadas na oficina e todo o esforço valer a pena. 



E agora com uma equipa maior, também ela nos dá força e alento para fazermos sempre mais e melhor. É um orgulho imenso poder crescer com quem trabalha connosco e um gosto enorme ver as pessoas que estão no nosso projeto crescer com ele também. 

E quando digo crescer é em resultados. É em aprendizagens, em qualidade e prosperidade. Não no tamanho. Porque nisso, temos muito orgulho em ser pequenos. 


Comprem aos pequenos! E, em caso de dúvida, havendo vontade, criem o vosso próprio negócio!