O fabuloso restauro do Citroen Rosalie – episódio 3 – quase “grand finale”



Se acompanham o nosso diário, deverão ainda recordar um dos nossos projetos mais sui generis – o restauro das carroçarias de madeira de um Citroen Rosalie de 1932. O projeto, chegou-nos pela mão de um colecionador particular, que encontrou a viatura em muito mau estado, sobretudo devido ao ataque de inseto xilófago o que deixou a estrutura de madeira muito fragilizada e acabou por exigir a sua reconstrução total.

(Poderão ver todos os detalhes sobre como nos chegou esta obra, e sobre o início do processo aqui e aqui).





É com muita emoção e alguma nostalgia que chegamos à quase “grand finale” desta aventura. E dizemos quase, porque o nosso trabalho de marcenaria artesanal foi o concluir de uma primeira fase. De seguida, o projeto passará pelas mãos de mecânicos, especialistas em chapa e estofadores – tudo para deixar o Rosalie pronto a “fazer-se à estrada”!


Depois de um trabalho muito meticuloso de desmontagem, classificação e identificação, e de se fazer um reforço de toda a estrutura das carroçarias do automóvel, seguiu-se a construção de moldes e posterior fabrico, literalmente, peça a peça. Apesar do Rosalie ser construído pela Citroen, e do qual existem vários esquemas técnicos preservados pela marca, as carroçarias eram construídas num outro fabricante, o que levava a que não existissem desenhos técnicos, obrigando-nos a fazer moldes e maquetes e reconstruir cada peça de forma individual, testando e voltando a adaptar cada peça deste grande “puzzle” em madeira. A madeira escolhida, que respeita a matéria-prima original, é o carvalho francês.

Depois da reconstrução da estrutura, que levou vários meses, seguiu-se a construção das portas que, pasme-se, também são feitas de madeira. Suporte onde, a chapa original (ainda intacta) e depois de restaurada será cravada!


Por fim, após a estrutura, portas e tetos finalizados, terminámos a construção do chão, também ele em madeira maciça de carvalho, encaixado da mesma forma que um soalho tradicional de madeira à portuguesa.

E assim, depois de concluídos todos estes trabalhos, ficamos com o esqueleto de toda a estrutura da viatura completa. Chega assim o momento do Rosalie deixar a nossa oficina de marcenaria e seguir viagem para outras oficinas de especialistas, onde o seu restauro ficará finalizado.

Ficamos na expectativa de o ver na estrada e, quem sabe, dar uma voltinha no Fabuloso Citroen Rosalie!