Daniel, o Aprendiz


O Daniel é do Porto e tem 27 anos e talvez tenha sido o remo que lhe moldou a mão ou que, por osmose, lhe entranhou o gosto pela madeira. O Daniel foi atleta federado deste desporto durante mais de uma década, e não deixou de remar mesmo quando frequentou a licenciatura de Gestão de Actividades Turísticas. Curso acabado, continuou a navegar! Trabalhou dois anos na receção de um Navio Hotel, e lá andou Douro acima e Douro abaixo, até decidir descer a sul para seguir o seu chamamento.


Desde sempre teve a paixão pelas madeiras e quando soube que havia uma carpintaria/marcenaria na Ericeira a precisar de um ajudante, arriscou! Deixou o Turismo e passou a ser turista e aprendiz. Com a coragem digna de marceneiro, passou um ano a aprender uma nova arte, numa nova cidade.


Gosta do lado construtivo e dá muita atenção ao acabamento. Nada lhe dá mais gozo do que peças de grandes dimensões, com um polimento perfeito. É perfeccionista e minucioso e tem um cérebro de construtor, sempre a planear e a encontrar soluções.


A sua maior referência no design de mobiliário é Marc Fish e um dia ainda vai construir uma mesa de café, inspirada na mesa Rio de Charlotte Perriand.


Nevogilde perdeu um habitante, mas a nossa equipa ganhou um colega e tanto!


Agora se o querem encontrar, é na nossa oficina, de headphones a ouvir o seu jazz enquanto constroi, peça a peça, o seu portfolio de madeira.


O remo, esse, foi trocado pelas barras de ferro do Crossfit. Que um marceneiro precisa de costas fortes!


  • Pinterest - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle