Keep calm, que isto é Slow Furniture!

Chamem-nos antiquados que nós respondemos: “com muito gosto!”

Num mundo onde as peças de mobiliário podem ser compradas em três cliques, montadas num par de horas e usadas um par de anos, aqui na Marcenaria Artística Pereira preferimos o método de antigamente. Somos defensores do movimento slow furniture.




Slow Furniture é um estrangeirismo pomposo, em resposta a este modo de fabrico em série e ao consumo rápido e frenético que assistimos hoje em dia. Em oposição à fast food e à fast fashion, aqui na oficina, não há muita coisa fast. As nossas peças são feitas devagar, com total respeito pelos timings do processo. Respeito pela matéria-prima, com material de qualidade e focando na qualidade. E são feitas à mão, por artesãos que são seres humanos e que utilizam máquinas como acessório e não o contrário.


Preferimos peças únicas e personalizadas, feitas com propósito e capazes de durar uma vida, em detrimento de produção em massa, em série, descartável e provisória.


E porquê devagar? Porque quando trabalhamos com materiais da máxima qualidade, e sobretudo quando falamos em madeira maciça, o tempo é a nossa unidade mais preciosa.

Cada passo leva o seu tempo. Após os cortes, a madeira ganha em repousar nesse ambiente e respirar, antes de ser encaixada. A colagem artesanal de uma peça deve demorar no mínimo 24h. A cola deve curar e só depois a produção da peça deve continuar. Até um bom acabamento exige tempo, a superfície deve ser afagada à plaina e depois acabada à mão.




E mesmo o processo criativo sai a ganhar com esta velocidade pausada. É que quanto mais tempo o artesão se dedicar a cada pormenor, mais especial ficará a peça! Quantas vezes entre uma secagem e outra surgem ideias ainda melhores!?

Por isso, e porque quem espera sempre alcança, aos nossos clientes pedimos paciência. Quem decide fabricar uma peça de qualidade, sabe que vai esperar, mas que vai ter uma peça de excelência, que irá ficar ao seu gosto, e passar de geração em geração.


Abraçar a slow furniture é investir na qualidade, apoiar a produção nacional, trabalhar com artesãos portugueses e pensar na durabilidade das peças. E quando investimos - dinheiro, mas sobretudo tempo - em peças duráveis e restauráveis, as nossas escolhas têm um impacto positivo no ambiente. Quando encomendamos peças a artesãos nacionais, apoiamos a economia local, fazemos crescer projetos inovadores e contribuímos para manter vivos os ofícios tradicionais.


Em resumo, e para que seja mais simples de pôr em prática, deixamos os 5 princípios do Slow Furniture, numa adaptação deste artigo.



5 princípios do Slow Furniture

Escolha peças de mobiliário sustentáveis

Fabricadas com materiais e processos sustentáveis. E principalmente, comprometa-se a usar e reutilizar por muitos anos. Assim estaremos a travar o ritmo acelerado de comprar e deitar fora.

Compre devagar

E com isto não estamos a pedir que demore mais tempo nas lojas! Estamos apenas a sugerir que escolha cuidadosamente, que leve o seu tempo na decisão, em vez de comprar impulsivamente.

Opte por peças modulares e multifuncionais

A flexibilidade alarga o leque de opções e de resultados. Ao escolher peças que se adaptem a várias divisões e contextos, estará a aumentar a hipótese de as usar por mais tempo.


Prefira o artesanal e o local

Conhecer as pessoas e acompanhar os processos de fabrico vai ajudar a criar uma ligação emocional. E isso fará com que tenha ainda mais gosto e carinho pela peça quando pronta.

Deixe que a sua casa evolua consigo

Estamos - nós e as nossas casas - em constante mutação, crescimento e aprendizagem. Abrace essa vulnerabilidade, deixe espaço para a mudança e aproveite cada momento!